Custo com energia pode subir de 1,5% para 1,7% do faturamento do setor

Avaliação:

(0 Avaliações)

Por Redação SM - 28/01/2015

O comando da Abras (Associação Brasileira dos Supermercados) disse ontem que as despesas com energia nos super e hipermercados pode aumentar por causa da alta da tarifa neste ano, mas não confirmou se essa pressão maior será repassada aos preços.

Questionado sobre o impacto do esperado reajuste nas tarifas de energia em 2015, o presidente da Abras, Fernando Yamada, disse que o custo da energia representa em torno de 1,5% do faturamento dos estabelecimentos, fatia que poderá subir para 1,7% por conta dessa pressão maior.

Yamada disse não acreditar numa falta de energia generalizada para o setor, mas observou que a preocupação principal está em uma eventual interrupção de energia não prevista, pois se a falta de energia durar acima do que aguentam os geradores, as lojas precisam ser evacuadas.

Segundo a reportagem apurou, hiper e supermercados recém-inaugurados têm geradores de energia com estoque de combustível para até 12 horas.

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR

ENQUETE


Resultado parcial

teste erik vm2

  • 1 0% 0 votos
  • 2 0% 0 votos
  • 3 0% 0 votos
Publicidade